10 de set de 2010

As muitas faces do jesus moderno.


Por Márcio de Souza

Com o evangelho fragmentado que está sendo pregado hoje em dia nos púlpitos brasileiros, fica difícil contabilizar quantos "jesus" existem disponíveis no mercado. Mas vou tentar fazer um esforço pra tentar descrever alguns deles.

Existe o "Jesus palhaço", que serve bem para entreter o povo fazendo gracinhas no púlpito e promovendo o riso geral tira o foco da seriedade do Evangelho e o coloca na condição de falácia, e tenta transformar a igreja em um circo.

Existe o "Jesus salvador de alma", que é aquele que só está preocupado com o porvir. Que se dane o hoje e os próximos 30 anos que você vai estar no Evangelho, o importante é salvar a alma! O corpo que padeça! O que importa é a pedrinha na coroa, esse Jesus transforma a igreja em um depósito de crentes e não se importa com qualidade de vida, mas despreza o aspecto social e apenas foca na "salvação da alma" como se isso fosse tudo. Queridos Jesus quer mais que isso, a salvação começa em vida!

Existe o "O Jesus asceta", que é venerado por monges – hoje em dia é representado por crentes que acham que para andar com Jesus é preciso abdicar de tudo que Deus criou para desfrutarmos, para sermos considerados santos.

O "Jesus Cristo superstar", a celebridade desiludida que uma vez pensou saber quem era, mas que se perdeu rumo ao Getsemani em uma crise de identidade.

O "Jesus pálido galileu", que o imperador Juliano, o apóstata, tentou mostrar como alguém frágil e apenas sobrenatural, quase um fantasma ao tentar reimplantar o culto pagão em Roma após Constantino. Representado hoje em dia por grupos que precisam de algo a mais do que o sacrifício de Jesus para obterem a benção. Dizem que em seu leito de morte em 363d.C Juliano disse: “Você venceu, galileu!” “Tu conquistaste ó pálido Galileu! Teu respirar deixou o mundo em sombras!”

Mas dentre todos eles, eu fico com o Filho do Deus Vivo, aquele que vive e reina para sempre, o caminho, a verdade e a vida. A porta das ovelhas, o pão da vida! A esse que é a personificação do Deus verdadeiro, a encarnação da bondade e em quem habita toda plenitude, a honra, a glória e o nosso louvor pelos séculos dos séculos!

E no mais, tudo na mais santa paz!

Extraído do Púlpito Cristão.

Um comentário:

  1. Muito interessante este texto, realmente hoje em dia, com essas diversas igrejas que estão criando podemos ver também serem criadas muitas faces de Jesus Cristo. Mas que realmente venhamos acreditar No Senhor Jesus, aquele que vive e reina para sempre.

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro Feliz, deixe seu comentário: