24 de dez de 2010

Paraguai: Um povo que precisa de Jesus.




Acabo de voltar de uma viagem missionária ao Paraguai.  Fiquei juntamente com minha turma de seminário duas semanas nesse país. Pude ver um povo de pessoas sorridentes, a simpatia característica latina. Contudo é um povo que vive preso a idolatria oriunda do romanismo, misturada ao misticismo indígena.
Me surpreendeu saber que é uma nação com apenas 5% de evangélicos, sinceramente eu não sabia.
O Brasil é intitulado pelos próprios evangélicos como o celeiro de missões, entretanto o Paraguai está ao lado, clamando por Cristo, é nós o que fazemos?
Não estou questionando o título ou mérito, dados comprovam que realmente o Brasil se dedica a missões, só me preocupei com a situação de nossos vizinhos. Carentes, e tão perto de nós.
Boa parte da cidade em que estive era composta por um povo simples, pobre. Pude observar que as famosas igrejas brasileiras propagadores da teologia da prosperidade não tem tanto sucesso assim. A fórmula de extorsão não funciona tão bem.
A maioria das igrejas são pequenas, com poucos membros, e com muita dificuldade de crescimento. Ainda existe preconceito com o povo evangélico. Em nossos evangelismos constamos isso. Foi comum ouvir que só existe uma igreja (referiam-se a ICAR), ou que “eu já tenho minha crença”.
Depois de refletir sobre o que Jesus disse com relação a Seara ser grande e poucos o ceifeiros, lembrei-me que o Paraguai é uma enorme seara. O senhor me chamou na adolescência e vi por muitas vezes pessoas brigando por cargo ou destaque no meio igreja, sob o pretexto de querer trabalhar para o Senhor. Digo que se realmente nossa motivação é cumprir o Ide de Cristo existe muito trabalho a fazer, e ao contrário do que se faz, está muito além das quatro paredes ou de um culto de domingo a noite.
Ore pelo Paraguai. 

Renato Rangel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro Feliz, deixe seu comentário: